carregando...
Portal do Rancho

O Portal do Rancho é uma iniciativa independente de Jonei Bauer e Saty Jardim. As opiniões nos textos são de inteira responsabilidade dos colunistas.

Siga-nos

A Terapia do Riso

A Terapia do Riso

Um exemplo que as mulheres de Taquaras nos dão e que deveríamos praticar diariamente

O poder de cura do riso envolve a conquista de maior autoconfiança e poder de comando da própria vida.
O rir é a forma mais simples que conheço para resgatar o ânimo, a energia pessoal e de nos fazer enxergar o lado positivo, muitas vezes cômico, divertido, hilário, patético, de todas as brigas que temos conosco e com o mundo.
O riso é como um limpador de pára-brisa; ele nos permite rodar em frente, chegar em nosso destino, mesmo diante da chuva ou temporal. Não há nada melhor que um filme ou espetáculo humorístico, uma seção de piadas e gargalhadas para retomarmos o fôlego quando a tristeza ou o mau humor nos ataca.

Rir é o remédio mais eficiente e econômico que conheço

Aprendendo a Rir

Aprender a rir significa também aprender a curar-se de forma alegre e divertida, de todas as limitações: da falta de confiança, das inseguranças, dos medos, da ansiedade, do estresse, da tristeza, dos estados depressivos e da baixa auto-estima.
E sentir-se cada vez mais criativo, valioso e com força interior, para criar em sua vida o “tudo de bom”. E, sentir-se cada vez menos ansioso, confiando mais na fluidez da vida, na força do seu semear.
No ato de rir, são ativadas em nosso cérebro, a produção e liberação no sangue de umas substâncias hormonais chamadas endorfinas, que têm o poder de construir uma sensação de bem estar, otimismo, alegria, euforia e felicidade.

Esta sensação não é nada mais que a droga natural da felicidade que está dentro de nós e que todos podemos ativá-la para desfrutarmos o dia e a vida de forma positiva.
As endorfinas podem ser comparadas a prismas, que nos fazem enxergar a vida com mais transparência, cor, brilho e poder, transformando nossas atitudes para conosco mesmos, para com os outros e para com a vida.

Tudo o que acontece de bom nos dá alegria e tudo o que não é de acordo com as nossas expectativas nos causa tristeza e infelicidade. Mas, em geral, estamos tão despreparados (iludidos mesmo) para viver a alegria e a felicidade, tão fechados para as infinitas possibilidades que a vida nos oferece de vitória; com nossas expectativas tão distantes da realidade, que quando vem a sensação de vitória, sentimos medo e acaba durando pouco.
Entretanto, sempre deixamos bastante espaço para os pensamentos negativos, para a bioquímica do denso, do pessimismo. Inclusive, qualquer um tem o poder de nos roubar energia e nos desequilibrar, não é mesmo? Mas, existe um ditado que afirma: O Diabo não entra onde não é convidado!
E a única pessoa que pode fazer este convite é você mesmo!
Pare e pense: quanto doamos de poder aos outros?

Convide você mesmo pra um dia de muita risada: venha dançar conosco!

O Riso e o povo daqui

As senhoras da comunidade do Distrito de Taquaras há uns dez anos praticam a Terapia do Riso! Temos um grupo de danças juninas, coordenados por mim, Jonei, e pela minha grande amiga e professora Daniela Patrícia Weiss. Quando junho se aproxima, e traz com ele o cheiro de pipoca, paçoca e pinhão, reunimo-nos para os ensaios – estes bem mais divertidos do que a própria apresentação. No enredo, nada de novo: passos como caracol, túnel, passeio… A inovação fica ao encargo das senhoras de Taquaras que inventam e incorporam seus personagens. Elas se transformam e dão vida a eles. Tem alma!

Como numa brincadeira, os ensaios duram horas com muitas risadas e descontração! Os trajes, sempre inéditos, são sobrecarregados pelos apetrechos: desodorantes, talcos, guarda-chuvas, leques, e tudo mais que se possa imaginar. E lá vamos nós na nossa caravana da felicidade pela região – somos convidados a nos apresentar nas festas juninas aqui pela região. Pura diversão…

O camarim, o mais barulhento possível, tantas são as risadas que elas dão! É um concurso de humor, de talentos e de quem não faz xixi de tanto rir.

Espelhemo-nos na iniciativa das senhoras da comunidade de Taquaras. Criemos, pois, as nossas quadrilhas de comunidade e espalhem a felicidade. O riso. Bem diz o velho ditado: rir é o melhor remédio! É isso!

Quadrilha Junina das Senhoras de Taquaras

Os ensaios e o camarim são pura animação e risadas

As mulheres incorporam e dão vida aos seus personagens

Obrigado, pelo pertencimento de me incluírem na terapia de vocês

Difícil escolher o "homem" e a mulher mais bonitos do grupo

Jonei Bauer:

O texto acima é de inteira responsabilidade de Jonei Bauer, não expressando necessariamente a opinião do Portal do Rancho.

Comentários:
  • mari
    Responder

    Faço parte deste grupo maravilho. São demais. Quando estamos representando um personagem parece que alguma coisa entra na gente que faz com que esquecemos que estamos sendo vistas por várias pessoas, e isso nos faz bem, porque fazemos com que as pessoas criem a expectativa no que vamos aprontar. E o melhor disso tudo é que sorriem o tempo todo, e isso faz com que liberem por alguns minutos seus pensamentos para o sorriso. Adoroooo!

  • Daniela patrícia weiss
    Responder

    Jonei!
    Que maravilha isso! É isso que acontece, li e me arrepiei toda. o texto está MARAVILHOSO!
    parabéns!!! bj

Deixe o Seu Comentário:

onze − 5 =