Alerta ao abuso de medicamentos

O uso indiscriminado de medicamentos prescritos, principalmente os analgésicos, os tranquilizantes e os estimulantes, tem alarmado a comunidade médica em geral.

O consumo é alimentado pela fragmentação da Medicina em diversas especialidades. Com isso, a tendência é cada médico avaliar a sua área e indicar um remédio específico. No conjunto, porém, a interação dos medicamentos prescritos pelos diversos especialistas que a pessoa se vê obrigada a consultar pode não dar certo: ocorrem efeitos colaterais, alguns realmente muito sérios.

Outro entrave é o fácil acesso a esses medicamentos, por meio de farmácias ilegais na internet que vendem remédios roubados por todo o mundo. É preciso um maior monitoramento e fiscalização, ou que as fechem.

O abuso precisa ser combatido urgentemente – menos prescrições médicas, fiscalização das farmácias ilegais e maior controle sobre os farmacêuticos, irresponsáveis, que acabam fornecendo medicamentos além dos receitados, sem esquecer que temos livre acesso à compra deles em drogarias e farmácias.

Cautela e bom senso ao tomar medicamentos é o primeiro passo para nos conscientizarmos das reações que eles podem nos causar

O uso abusivo de medicamentos é um assunto bastante complexo. Desconhecem-se os efeitos quanto ao uso de vários tipos ao mesmo tempo. Por isso, quanto mais simples e racional for a indicação terapêutica, melhor. Evitar a prescrição de medicamentos acaba sendo, muitas vezes, a conduta mais adequada para tratar um paciente.

Jonei Bauer
O texto acima é de inteira responsabilidade de Jonei Bauer, não expressando necessariamente a opinião do Portal do Rancho. Saiba mais sobre o autor.

Posts Relacionados

Deixe seu comentário » ()