José Acácio Santana: uma perda à cultura

O Portal do Rancho tristemente noticia a perda de um grande nome da arte e cultura do Estado de Santa Catarina. Morreu nessa manhã de segunda-feira, 11 de julho, o Maestro José Acácio Santana. Perda lamentável para a cultura e o mundo católico. Fundador do Coral da UFSC na década de 1960, depois criador e regente de inúmeros corais em Florianópolis e vários municípios de Santa Catarina, tem uma gigantesca produção musical. Compôs mais de três mil músicas, entre safras, populares e eruditas. Era uma excepcional figura humana e um catarinene que viveu para levar alegria e felicidade para o gênero humano através da música.

Regeu o Coral de Rancho Queimado, desde a sua fundação, há dezenove anos. Teve inúmeras canções dedicadas ao município e o hino oficial de Rancho Queimado é de letra e música de sua autoria.

À frente do Coral de Rancho Queimado, desenvolvia um dos eventos que se consolidou no calendário regional: a Noite da Luz – uma cantata natalina que encena o nascimento de Cristo. O evento ganhou notoriedade e todos os anos o Coral apresentava-o em outros municípios do Estado.

Sob regência de Acácio Santana o Coral conduziu o espetáculo Noite Santa de Natal

Há dois anos, junto à Comissão Organizadora da Festa do Morango, começou a desenvolver o espetáculo Noite Santa de Natal e Tropeada a Belém, uma encenação de presépio vivo que contava com uma tropeada onde os “cavaleiros eram transformados em Reis”, como ele mesmo mencionava. O sonho de Acácio era de transformar a Noite Santa de Natal no maior referencial artístico natalino de Santa Catarina.

Maria Angélica Köester Käufer, atual tesoureira da Associação Comunitária do Distrito de Taquaras, lembra da conversa que tivemos há dois anos ao incluirmos as festividades natalinas nas sextas-feiras da Festa do Morango; “-O Senhor Acácio Santana veio nos propor uma apresentação para a ocasião de inauguração do Sítio do Papai Noel. Ao mencionar a Tropeada a Belém, um projeto que ele já acalentava há alguns anos, prontamente nos mobilizamos para viabilizar isso. Na época ele achou mais sensato deixarmos para o ano seguinte, pois estávamos há poucas semanas da Festa. Como sempre, a comunidade de Taquaras se organizou e fizemos um evento que foi maravilhoso e superou todas as nossas expectativas.”

Para Angélica, a perda do maestro é lamentável e em nome da Associação Comunitária do Distrito de Taquaras, que promove a Festa do Morango, diz que “A noite Santa de Natal e a Tropeada a Belém sempre terão a presença e a memória viva do seu idealizador. Buscaremos maneiras de homenageá-lo e lembrá-lo sempre”, completa.

A Tropeada a Belém era uma ideia do maestro e que a organização da Festa do Morango acreditou

O espetáculo natalino em apenas dois anos se transformou num dos maiores atrativos da Festa do Morango

A coralista Edith Seemann Schütz, em nome de todo o Coral de Rancho Queimado lamenta a morte do maestro e diz que o coral manterá viva a alma do seu condutor. Além do espetáculo Noite da Luz, o maestro e o coral eram os idealizadores do Encontro de Corais e participaram da ópera, O Imigrante, em comemoração aos 180 anos de imigração alemã no Brasil e que percorreu vários municípios catarinenses.

Uma perda lamentável à arte e cultura de Rancho Queimado. José Acácio Santana deixa uma História, um legado. Foi a personificação do pertencimento aos trabalhos de resgate e valorização cultural e artística; histórica e religiosa. Em nome de todos os cidadãos munícipes, eu, Jonei Eger Bauer e equipe do Portal do Rancho, sentimo-nos entristecidos pela despedida do gênio que foi Acácio Santana. Descanse em paz e que sua obra se perpetue!

_________________________________________________________

Ele era maestro, compositor, poeta e professor. Especialista em Canto Coral Sacro, José Acácio Santana era graduado em regência e composição em Colônia, na Alemanha. Desde 1962, trabalhou no incentivo do canto coletivo, e acessível ao público. José Acácio contava com seis cursos superiores em música, 900 obras ensaiadas, 10 discos produzidos, criação de mais de 200 corais e 3 mil concertos.

Sua atuação na área cultural mereceu-lhe grandes homenagens, entre elas “Medalha do Mérito Coral Brasileiro”, “Mérito Cultural da Universidade Federal de Santa Catarina”, “Medalha do Mérito Anita Garibaldi”, “Batuta de Ouro”, “Cidadão Honorário” de mais de 30 municípios brasileiros. Atendeu a mais de 1500 corais brasileiros e vários de outros países. Só em Santa Catarina, mais de 1000 grupos se beneficiam do seu trabalho. Grande parte de sua obra está gravada por Paulinas/Comep, com quem gravou 12 CDs.

Jonei Bauer
O texto acima é de inteira responsabilidade de Jonei Bauer, não expressando necessariamente a opinião do Portal do Rancho. Saiba mais sobre o autor.

Posts Relacionados

Deixe seu comentário » ()