Morango + Chantilly = Marketing Estratégico

Trabalhar com vendas é um desafio diário. Foi-se o tempo em que ter um produto de qualidade, com uma bela embalagem e uma boa comunicação, era garantia de sucesso nas vendas. Hoje, este conjunto de fatores é premissa básica. Quem não tem isso, nem se estabelece.

Não faz muito tempo, aprendi com o professor de marketing estratégico Maurício Mansur, que o despertar da vontade de comprar nos clientes não é criado, mas sim conquistado. É algo de percepção, bem mais sutil do que podemos imaginar. Inacreditável até, considerando esta correria louca do capitalismo, onde só se fala em volumes, metas e – é claro – milhões.

Milhões estes que são definidos por uma partezinha mais que minúscula do nosso cérebro.  Um lugar que os cientistas até já descobriram, mas ainda não  sabem com certeza como ela funciona. É aí que o bom marketeiro entra. O que nós queremos dos nossos clientes está na cabeça. Mais precisamente nesse lugarzinho bem escondido.

Explico melhor: o que faz com que compremos um sapato “x” ou “y”? Definitivamente não é a necessidade de andarmos calçados. Simples assim.

Bem, estou falando tudo isso, pois esta semana aconteceu um fato muito interessante que ilustra toda esta teoria marketeira. Estamos em plena safra do morango. Aliás, uma excelente safra, diga-se de passagem. Temos um ótimo mercado, mas todo o mercado tem o seu limite quando se trata de uma grande safra. É preciso encontrar meios de vender o produto sem que seja necessária uma redução drástica no preço. É preciso conquistar o cliente de uma outra maneira.

Foi exercendo essa criatividade, buscando aumentar as vendas, enfim, tentando conquistar essa misteriosa área do cérebro humano, que um cliente nosso (Angeloni – Loja Santa Mônica) pôs em prática uma ideia simples e muito eficiente. Em uma ação conjunta, as seções de padaria e hortifruti montaram uma gôndola com morangos orgânicos e, nada mais nada menos, que chantilly! A gôndola ficou na área da padaria, bem longe do hortifruti, onde normalmente os clientes encontram os morangos.

Resultado disso? Boas vendas do morango e boas vendas do chantilly. Mas o melhor de tudo: clientes plenamente satisfeitos na hora da sobremesa.

Nossos parabéns aos chefes das seções que puseram em prática esta boa ideia. Uma ótima receita de marketing estratégico. Bom apetite!

 

 

 

 

Letícia Weigert
O texto acima é de inteira responsabilidade de Letícia Weigert, não expressando necessariamente a opinião do Portal do Rancho.

Posts Relacionados

Deixe seu comentário » ()