Patrimônio Imaterial – Preservar a arte é imprescindível à memória do povo

A Unesco define como Patrimônio Cultural Imaterial “as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas – junto com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados – que as comunidades, os grupos e, em alguns casos, os indivíduos reconhecem como parte integrante de seu patrimônio cultural.”

O Patrimônio Imaterial é transmitido de geração em geração e constantemente recriado pelas comunidades e grupos em função de seu ambiente, de sua interação com a natureza e de sua história, gerando um sentimento de identidade e continuidade, contribuindo assim para promover o respeito à diversidade cultural e à criatividade humana.

São exemplos de Patrimônios Imateriais remanescentes na nossa cidade a arte com a madeira – destaque para a confecção de gamelas, a arte com o ferro – fabricação de facas, o bordado – richelieu, manifestações folclóricas da língua alemã, de danças e trajes típicos, a arte culinária das receitas da vovó, entre outros.

Rancho Queimado tem inúmeros exemplos de Patrimônios Imateriais. Há de se resgatá-los, divulgá-los e passá-los adiante! Somente assim asseguraremos que a arte do saber fazer terá continuidade e transformar-se-á na marca e identidade da nossa cultura.

Jonei Bauer
O texto acima é de inteira responsabilidade de Jonei Bauer, não expressando necessariamente a opinião do Portal do Rancho. Saiba mais sobre o autor.

Posts Relacionados

Deixe seu comentário » ()