Quaresmeira – A flor que anuncia a Páscoa

Quaresmeira – A flor que anuncia a Páscoa

A Quaresmeira também é conhecida como cuipeúna, manacá-da-serra, flor-de-maio, flor-da-quaresma, jacatirão-de-capote e pau-de-flor. As espécies de maior ocorrência na Mata Atlântica são a Tibouchina mutabilis e a Tibouchina sellowiana.

É uma espécie pioneira, característica da encosta úmida da Serra do Mar que ocorre do Rio de Janeiro até Santa Catarina. É encontrada quase exclusivamente na mata secundária, chegando, por vezes, a dominar a paisagem e podendo viver de 60 a 70 anos.

Elas têm esse nome porque parte da floração mais intensa é próxima ao período religioso da Quaresma, que vai da quarta-feira de cinzas ao domingo de Páscoa, período de reflexão que antecede a Páscoa para os católicos. Outra coincidência: a cor símbolo da Páscoa é o roxo, mesma tonalidade de cor das flores da quaresmeira.

As Quaresmeiras possuem a característica de apresentarem mais de um tom em suas flores: branco, roxo e rosa.

As flores são solitárias, grandes, vistosas e duráveis. Desabrocham com a cor branca e gradativamente vão se tornando violáceas, passando pelo rosa. Esta particularidade faz com que na mesma planta sejam observadas flores de três cores.

Rancho Queimado é uma região privilegiada: todas as características para o desenvolvimento das Quaresmeiras se encontram por essa região. É só observar as matas que margeiam as rodovias como o espetáculo das flores roxas enfeita a paisagem. E por esses dias próximos à Páscoa, elas ficam ainda mais vistosas. Vale conferir! É isso!

As matas em Rancho Queimado estão mais coloridas: quando a Páscoa se aproxima as Quaresmeiras encantam a região

Quaresmeira

Nome científico:Tibouchina mutabilis (Vell.) Cogn. e Tibouchina sellowiana.

Família: Melastomataceae

Utilização: Madeira utilizada para vigas, caibros e moirões. Muito utilizada para paisagismo urbano e geral.

Coleta de sementes: Diretamente da árvore quando começar a abertura espontânea dos frutos.

Fruto: marrom, seco, em forma de taça, contendo várias sementes por fruto, possuindo aproximadamente 0,7 cm de diâmetro.

Flor: Rosa, branca, violácea.

Crescimento da muda: Rápido.

Germinação: Delicada.

Plantio: Mata ciliar, área aberta, solo degradado.

Época de coleta de sementes: Fevereiro a abril

Observação: As sementes deverão ser minimamente cobertas com substrato leve mantidas com pouca umidade.

Visite Rancho Queimado e contemple o espetáculo de cores que as matas apresentam.

Jonei Bauer
O texto acima é de inteira responsabilidade de Jonei Bauer, não expressando necessariamente a opinião do Portal do Rancho. Saiba mais sobre o autor.

Posts Relacionados

Deixe seu comentário » ()