Vamos documentar Rancho Queimado?

Uma documentação adequada garante que posteriormente as informações sejam mais fidedignas. A veracidade dos acontecimentos é assegurada por uma boa fonte de pesquisa, um conjunto de documentação que chamamos de ARQUIVO. Existem diversas tipologias deles, mas vou falar dos arquivos históricos, exclusivamente.

Um arquivo histórico sustenta a Identidade a que ele se propõe, visto que reúne da melhor maneira muitas informações correlatas a sua tipologia de pesquisa.

Rancho Queimado precisa investir nessa ideia. A constituição de um Arquivo Histórico Municipal ser-nos-ia fundamental, antes que muitas de nossas fontes se esgotem.  Atentem: temos um triângulo histórico que mescla o tropeiro, o alemão e o índio. Além disso, quanta informação  perdemos simplesmente porque não a documentamos ou porque as fontes de pesquisas tornam-se mais vagas com os anos.

A cidade foi residência de um governador na primeira década do século passado; foi o elo entre o litoral e a serra, pouso para os tropeiros; foi palco das mais sanguinolentas batalhas entre bugreiros e índios; foi a última linha colonial do projeto da imigração alemã.

Temos uma fábrica de bebidas centenária, somos há duas décadas a cidade da Festa do Morango e a cidade de destino turístico da Serra Catarinense; temos uma fauna e flora ímpar! E Rancho Queimado ainda tem muito mais…

Precisamos fortalecer o fomento à pesquisa, reunindo todos os documentos e constituir um acervo da nossa história, da nossa cultura e da nossa identidade. “Antes que seja tarde…” E a pedra fundamental seria a criação de um Arquivo Público Municipal. É isso!

 

Jonei Bauer
O texto acima é de inteira responsabilidade de Jonei Bauer, não expressando necessariamente a opinião do Portal do Rancho. Saiba mais sobre o autor.

Posts Relacionados

Deixe seu comentário » ()