Você Conhece a Coroa do Advento?

Você Conhece a Coroa do Advento?

Ela é tão simples quanto bonita: um círculo feito de ramos verdes, geralmente de ciprestes ou cedros. Nele coloca-se uma fita vermelha longa que, ao mesmo tempo enfeita e mantém presos à haste circular os ramos. Quatro velas de cores variadas completam uma bela guirlanda que, nos países cristãos, orna e marca há séculos a época do advento

Para o calendário cristão, a época que antecede o Natal é conhecida por Advento, que corresponde ao primeiro tempo do ano litúrgico. Do latim, Adventus: “chegada”, do verbo Advenire: “chegar a”, o Advento começa exatamente quatro domingos antes do Natal e vai até as primeiras vésperas do Natal de Jesus. O primeiro domingo de Advento é conhecido tradicionalmente como o dia para montar a árvore de natal. Também entre as tradições trazidas pelos imigrantes alemães, a Coroa do Advento se faz presente junto com a árvore de natal e o presépio. Contudo, essa prática cultural remonta a sua origem a Roma Antiga , como veremos a seguir

A Origem do Tempo de Advento

No início da era cristã, os pagãos celebravam em Roma a festa do seu deus Sol Invencível (Dies solis invicti) no solstício de inverno, em 25 de dezembro. A Igreja posteriormente adotou a mesma data para as comemorações do Natal. Uma das primeiras referências ao tempo do Advento nos reporta à Península Ibérica, quando por volta do ano 380, o Sínodo de Saragoça prescreveu um período de preparação de três semanas para o período que antecedia o Natal. Em Gália, atual França, o bispo instituiu setenta semanas de preparação para o Natal e, em Roma, o Advento passa a ser citado a partir do século V. A partir desse período, o tempo de preparação para o Natal foi observado em vários lugares do mundo, sendo que em alguns são descritos como um extenso período de jejum e abstinência, igualmente a Quaresma, que antecede a Páscoa.

Embora o tempo de Advento tenha surgido na Igreja Católica, este tempo passou também a fazer parte do calendário cristão de outras igrejas reformadas, em particular a Anglicana, a Luterana, a Metodista e a Batista. Também a Igreja Ortodoxa tem um período de quarenta dias de jeum como preparação para o Natal.

Significado da Coroa do Advento

Desde a sua origem, a Coroa do Advento possui um sentido especificamente religioso e cristão: anunciar a chegada do Natal sobretudo às crianças. A Coroa do Advento é um marco de preparação para a celebração do Natal. A coroa é composta de quatro velas nos seus cantos presas aos ramos verdes formando um círculo. A cada domingo acende-se uma delas. A mensagem da Coroa do Advento é percebida a partir do simbolismo de cada um de seus elementos.

O círculo, que simboliza o infinito e a vitória. Para os cristãos, a vinda do messias é a vitória dos injustiçados. A coroa é símbolo de vitória; lembremos a coroa de louros, a coroa de ramos de oliveira, com a qual são coroados os atletas vitoriosos nos jogos olímpicos.

Os ramos verdes, que enfeitam o círculo costumam ser de abeto ou de pinus, de ciprestes. É símbolo nórdico. Não perdem as folhas no inverno. É, pois, sinal de persistência, de esperança, de imortalidade, de vitória sobre a morte.

As quatro velas, que indicam as quatro semanas do Tempo do Advento, preparando a vinda de Cristo. O ato de acender gradativamente as velas significa a progressiva aproximação do nascimento de Cristo.

Mantendo Viva a Tradição da Coroa do Advento

A Coroa do Advento, assim como a árvore de natal e o presépio também é uma tradição natalina amplamente difundida entre as famílias de origem alemã que vivem no Brasil. Essas tradições foram, ao longo do tempo, perdendo espaço para o papai noel, figura mais contemporânea. Também a própria figura do papai noel é, atualmente, mais disseminada que a do Pelznickel, uma criatura que habita as matas e presenteia as crianças que se comportaram ao longo do ano. Outra tradição alemã antiga é o Christkind, o Cristo Menino. Embora na Alemanha o Christkind ainda seja bem difundida (existem até concursos para se escolher anualmente a criança que representará o Cristo Menino), no Brasil essa prática cultural está apenas nas memórias das pessoas mais antigas, sendo pouco difundida na atualidade.

Precisamos registrar essas memórias e manter, de certa forma, mais vivas essas tradições, antes que se deem por totalmente perdidas. Na época do Natal, mais que apenas decorar nossa casa para a data, devemos socializar com todos a história e o sentido desses símbolos como forma de assegurar que as futuras gerações tenham acesso às informações, e mantenham ainda vivas essas práticas culturais. Uma maneira de mantermos vivas e acesas essas tradições seria nós mesmos montarmos a nossa Cora do Advento, que tal?

 

 

Jonei Bauer
O texto acima é de inteira responsabilidade de Jonei Bauer, não expressando necessariamente a opinião do Portal do Rancho. Saiba mais sobre o autor.

Posts Relacionados

Deixe seu comentário » ()